Culinária Francesa Características

As Principais Características da Culinária Francesa

Ao longo da história, a França se consolidou como um ícone de sofisticação. É claro que a culinária francesa não ficaria para trás: a expressão “chef francês” até hoje conjura imagens de requinte.

Neste artigo, explore conosco a história e as características da culinária francesa, além de 5 pratos típicos consumidos no país.

A França é um destino turístico muito apreciado por seus locais românticos e sua culinária única, que tem como característica hoje a nouvelle couisine, priorizando a leveza e a delicadeza dos pratos e dando grande importância à apresentação.

Muitos pratos são atribuídos ao país, mas você sabia que alguns deles, como o petit gâteau, foram inventados em outras partes do mundo e não integram o repertório da cozinha francesa?

Confira a seguir a história que carrega essa rica tradição, além de algumas curiosidades e os principais pratos dessa deliciosa culinária!

História da Culinária Francesa

História da Culinária Francesa

Foi durante a Idade Média que a culinária francesa começou a formar sua identidade. Em banquetes reais, muitos pratos eram preparados simultaneamente e servidos em longas mesas dedicadas à festa. Esse costume denomina-se service en confusion.

A cultura alimentar, apesar de grandes diferenças nos métodos de preparação e serviço eram parecidos com a de hoje: carnes acompanhadas de mostardas e comidas repletas de fortes molhos eram comuns.

No século XVI, o açúcar tornou-se uma mania entre os franceses, e a moda fez com que fosse agregado à água, aos vinhos, e até mesmo nas carnes e peixes!

Esse momento culminou em uma mudança fundamental para a história da culinária na França: a distinção entre os pratos salgados e doces, e o hábito de servir a sobremesa – os pratos doces – ao final das refeições.

A culinária francesa deste período voltava uma grande atenção à estética. Não era raro encontrar aves como  pavão servidas à mesa com suas patas e bico pintadas de dourado.

Desde então, a comida foi encarada como uma experiência dedicada ao paladar e à visão em medidas iguais.

A França de Catarina

A mais poderosa mulher da Europa no século XVII, Catarina de Médici, foi a mulher responsável por um salto na cultura francesa sem precedentes. Nobre italiana casou-se com o francês Henrique II e veio a se tornar rainha do país.

 A influência da Itália foi absorvida pela nobreza francesa, e a culinária passou a pertencer à gama das mais belas artes. A arte de comer agora envolvia aspectos teatrais, prataria refinada e jogos de cores.

Além disso, também foi a partir da chegada dos cozinheiros de Catarina que o costume de utilizar talheres como o garfo chegou ao território francês.

Alta gastronomia: uma jornada de revoluções intermináveis

Culinária Francesa - Alta gastronomia

A alta gastronomia francesa tem seu marco inicial com as obras “O cozinheiro francês” e “O confeiteiro perfeito”, ambas do chefe Fraçois Pierre de la Varenne, publicadas no século XVII.

Nelas, novas técnicas eram divulgadas para a criação de pratos mais leves e em menores quantidades, com o objetivo de aumentar a rotatividade de pratos servidos em uma refeição.

O grande reconhecimento dos chefes da sociedade francesa se estabeleceu no início do século XX, quando George Auguste Escoffier introduziu uma lógica rígida e codificada para o trabalho na cozinha.

As funções e regras de organização na cozinha profissional foram nomeadas de “sistema de brigada”, com um método que dividia os cozinheiros em cinco estações separadas, poupando tempo na realização de pratos da alta gastronomia.

Por fim, a nova culinária francesa é consagrada por volta dos anos 1970, se preocupando em tornar os pratos de alta gastronomia mais simples, leves e com maior valor nutritivo.

Características da Culinária Francesa

Características - Culinária Francesa

As características da culinária na França variam de acordo com cada região do país, mas a preocupação com sabores marcantes e uma apresentação elegante estão por todo lado!

Nos sabores encontram-se muitas ervas frescas e alho, mas são os cogumelos (como o “cogumelo Paris”), o pato e os queijos que caracterizam muito bem os pratos franceses.

Além da imensa variedade de queijos com sabores marcantes, os molhos são utilizados para garantir o sabor e a suculência das receitas.

Muitos molhos são elaborados a partir de vinhos ou do roux, uma mistura em partes iguais de manteiga e farinha de trigo que serve para espessar e garantir cremosidade. A presença de bebidas alcóolicas como conhaques e vinhos é comum em diversos pratos.

O pão (especialmente o tipo baguete) assim como a batata também tem presença garantida, seja como acompanhamento ou estrelando como parte da receita principal.

No que diz respeito às massas da culinária francesa, é comum que elas sejam leves e contenham muita gordura, a exemplo das massas folhadas utilizadas em sobremesas, pratos salgados e até mesmo sopas.

Curiosidades

Os franceses são ensinados a apreciar sua culinária e se orgulhar dela desde muito cedo.

Os pratos tipicamente consumidos variam muito em cada região, desde aqueles à base de carne de vaca da Normandia aos pratos leves da cozinha mediterrânea em Provença.

Na França come-se geralmente três vezes ao dia, sem pequenos lanches nos intervalos.

O café da manhã tende a ser a refeição mais leve, consistindo-se basicamente de pães e café. Já o almoço em geral é bem servido e demorado, e o jantar pode contar com quatro pratos ou mais.

Uma refeição típica francesa conta com algum tipo de carne (bovina, suína, aves ou caças), e é comum que os franceses optem por comprar suas carnes diretamente dos açougueiros, para melhor inspecioná-las.

Os queijos são uma parte indispensável da culinária francesa. Há aproximadamente 500 variedades de queijo no país, com uma variação enorme de texturas e intensidades de sabor!

Pratos Típicos da Culinária Francesa

1.    Ratatouille

Ratatouille- Culinária Francesa
Ratatouille – Culinária Francesa

Um prato provençal originário de Nice que se assemelha a um guisado de legumes. Os ingredientes principais são berinjela, abobrinha, pimentão, tomate e cebola picados e cozidos.

O jeito mais clássico de preparar o ratatouille envolvia refogar separadamente os vegetais, para serem combinados no final e temperados com sal e ervas de Provença.

Clique no link ao lado e confira uma deliciosa receita de ratatouille.

2.    Foie Gras

Foie Gras - Culinária Francesa
Foie Gras – Culinária Francesa

Essa iguaria é uma das mais conhecidas criações da culinária francesa. Trata-se de um fígado de ganso com hipertrofia lipídica (causada através da alimentação à exaustão do animal).

A criação do fígado gordo remete à antiguidade, e a melhor maneira de servi-lo é com uma fatia de brioche e um pouco de cebola finalizando prato.

Clique no link ao lado e confira uma deliciosa receita de “Escalope de foie Gras”

3.    Cassoulet

Cassoulet - Culinária Francesa
Cassoulet – Culinária Francesa

O cassoulet é um prato aconchegante, muito similar à feijoada brasileira, embora elaborado com feijões brancos. Os feijões devem ser lentamente cozidos junto a vegetais e carnes como as de porco, pato, salsichões, carneiro, à escolha do chefe.

O nome do prato faz referência à panela em que costumava ser cozinhado: uma caçarola.

Clique no link ao lado e confira uma deliciosa Receita de Cassoulet

4.    Boeuf bourguignon

Boeuf bourguignon-Culinária Francesa
Boeuf bourguignon-Culinária Francesa

Uma receita internacionalmente bastante conhecida, o Boeuf bourguignon é originário da região de Borgonha, que dá o nome ao prato.

Consiste em carne de vaca cozida lentamente em vinho tinto, temperada com especiarias e comumente servida junto a cogumelos.

Esse prato, de origem camponesa, provavelmente foi desenvolvido com o objetivo de amaciar cortes de carne mais duros.

Clique no link ao lado e confira uma deliciosa Receita de Boeuf Bourguignon

5.    Crêpe Suzette

Crêpe Suzette- Culinária Francesa
Crêpe Suzette- Culinária Francesa

Finalmente, o crepe Suzette é uma sobremesa típica da culinária francesa. Esse crepe doce é regado por um caldo de “manteiga Suzette”, uma mescla de manteiga, açúcar e suco de laranja flambadas em um licor de laranja (triple sec) de alto teor alcoólico, ou com conhaque.

O crepe deve ser recheado com este caldo consistente antes que seja dobrado na forma de um triângulo. Deve ser servido quente, e raspas de laranja são bem-vindas na finalização.

Clique no link ao lado e confira uma deliciosa Receita de Crepe Suzette

Gostou das nossas dicas? Então deixe seu comentário abaixo! E não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais!

Créditos das imagens: https://br.freepik.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *