Molho rôti

Molho rôti: curiosidades e dicas de harmonização

Você já ouviu falar no molho rôti? Essa iguaria é uma das mais antigas e surgiu na Grécia, na época em que os alimentos costumavam ser preparados em fogueiras.

Com isso, um dos cozinheiros percebeu que as carnes costumavam soltar um líquido curioso quando era aquecida. Logo, ele resolveu aproveitar este líquido e foi o início do que conhecemos da receita atualmente.

As principais características desse tipo de molho são a sua coloração e textura. Quando bem preparado, o molho costuma ser de um marrom intenso, ainda mais escuro que o tradicional molho madeira.

Além disso, ele é um molho muito grosso e encorpado. Isso porque a premissa da receita é, justamente, deixá-lo se reduzir pela metade na panela.

Logo, a maior parte do seu líquido evapora durante o cozimento, garantindo uma textura bastante espessa.

Por último, vale ressaltar ainda o seu aroma defumado e de ervas, dependendo dos ingredientes escolhidos para a sua preparação.

Tudo isso garante um molho único, de sabor marcante e inesquecível para quem o prova. Deu até água na boca, não é mesmo?

Geralmente, esse molho é utilizado para acompanhar as carnes e fazer boas harmonizações com o vinho – até porque são dois dos ingredientes principais de suas receitas.

Uma das suas vantagens é que o molho rôti é mais fácil de ser preparado do que outras opções próximas, como o molho espanhol e o demi glace.

Porém, não se engane: por tratar-se de um molho muito sofisticado, seu preparo ainda é muito delicado e requer tempo.

Nesta receita desenvolvida pelo  Oba Gastronomia, você vai aprender a preparar uma versão muito deliciosa para degustar. Vamos aprender?

Como se prepara o molho rôti:

Ingredientes

  • 500 g Músculo sem gordura e cortado em cubos pequenos;
  • 2 unidades de cebola cortada em rodelas;
  • 1 unidade de cebola inteira (opcional);
  • 1 unidade de tomate em pedaços;
  • 4 dentes de alho;
  • 1 talo de salsão;
  • 4 folhas de louro;
  • 4 unidades de cravos;
  • 1 xícara de cubinhos de cogumelos (opcional);
  • 1 colher de sopa de extrato de tomate;
  • 1 xícara de vinho branco seco;
  • 100g de manteiga;
  • 2 unidades de cenoura em rodelas e;
  • 3 litros de água.

Modo de preparo:

Antes de mais nada, vamos preparar o que é conhecido como oignon brule. Para isso, descasque e corte a cebola ao meio e refogue em uma frigideira com um fio de óleo.

Então, deixe ali até que ela queime. E não se preocupe: isso não vai prejudicar o molho rôti e, inclusive, ajudará na coloração do prato.

Em seguida, aqueça uma panela funda e adicione a manteiga. Então, coloque a carne e frite até que ela fique tostada.

Adicione à cenoura, o alho, as cebolas em rodela e comece a colocar a farinha de trigo aos poucos. Refogue até que todos os ingredientes estejam tostados.

Finalmente, adicione o tomate, salsão em rodelas, louro, cravos, extrato de tomate, talos de cogumelos, a oignon brule, o vinho e a água.

Assim que ferver, comece a contar o tempo. O molho deve cozinhar por cerca de três horas. Ao final, retire do fogo e peneire a mistura. Leve de volta ao fogo e cozinhe até que o molho fique bem espesso.

Receita simplificada do molho rôti:

Agora, se você quer algo mais simples, não se preocupe. Existe também uma versão simplificada na qual você pode investir para conseguir fazer um molho muito saboroso em casa. Veja só:

Ingredientes

  • 2 xícaras de carne cozida (de sua preferência);
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • 1 colher de margarina e;
  • Sal a gosto.

Modo de preparo

Em primeiro lugar, coloque água e a carne que deseja assar já temperada em uma panela. Você pode também substituir a água pelo vinho branco para que a carne pegue bem o sabor da bebida.

 Enquanto isso misture a margarina e o amido de milho em uma tigela.

Quando a carne estiver assada, passe para outra panela e jogue a mistura de margarina por cima.

Acrescente um pouco da água que a carne soltou e pronto! Você terá um molho rôti mais simples para combinar com os pratos desejados.

Como você pode ver, a receita leva muitos ingredientes e demora para ser preparada. Porém, não é algo difícil de fazer – principalmente se você optar pela receita simplificada.

 Portanto, tudo o que você precisa é ser paciente para conseguir um molho que servirá de acompanhamento para os mais deliciosos pratos!

Assim como tudo na gastronomia, as receitas se adaptam ao longo do tempo. Portanto, você pode optar por diferentes cortes de carne e não necessariamente precisa dos ossos, como o molho costumava ser preparado inicialmente.

Além disso, você pode ainda acrescentar novas ervas e temperos de acordo com o seu gosto pessoal.

Abuse da criatividade e você com certeza não vai se arrepender de preparar essas variedades da receita original.  

Como harmonizar com o molho rôti

Molho rôti como harmonizar

Por tratar-se de um molho espesso e com sabor repleto de ervas, ele é perfeito para acompanhar carnes nobres.

O filé mignon, por exemplo, é um dos pratos preferidos dos grandes chefs de cozinha para harmonizar com o molho rôti.

Enquanto isso, risotos de sabor forte também são muito bem acompanhados. É o caso do risoto de parmesão. Evite a combinação com carnes brancas e frutos do mar, já que os sabores podem se contrastar.

Para harmonizar com o vinho, escolha opções mais encorpadas. Um bom vinho tinto pode ressaltar o sabor da carne e garantir uma combinação perfeita para o seu próximo jantar.

Você pode ainda finalizar com o vinho de sobremesa para dar um toque mais doce ao final da refeição.

Independente de como você escolhe harmonizar, uma coisa é certa: mesmo não sendo tão popular no Brasil, o molho rôti é um dos mais saborosos, únicos e peculiares preparados pela culinária internacional.

Portanto, não perca mais tempo e experimente essa receita deliciosa que você não vai se arrepender!

Caso você queira compartilhar suas dicas de preparo, gosto e harmonização deixe seu comentário no espaço abaixo.

Aproveite também para compartilhar o artigo em todas as suas páginas nas redes sociais.

Obrigado e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *